12/06 - 11:10 Hr
Síntese - Antonio José
Um pouco de nostalgia não faz mal a ninguém
Escrevi neste artigo no ano de 1999, – e acredito que tenha sido a melhor fase até aqui – uma sequência que falava de minhas saudades, onde relatava fatos de um passado longínquo que infelizmente não volta mais, que lá de vez em quando, incorrigível como ninguém, sinto uma tremenda saudade das minhas saudades. Parece idiotice da minha parte, mas convenhamos, todo poeta é meio louco, idiota, porque deixa extravasar seus sentimentos, aflorando o que de mais sensível existe dentro dele. Hoje estou assim e por isso vou relembrar aquilo que me emocionou e se você não gosta deste tipo de leitura um tanto ‘melosa’, porém necessária nos dias atuais, por favor pare por aqui, esta não é a sua praia, ou melhor, a sua Coluna.

De certa forma acredito que toda pessoa é saudosista, para comprovar o que estou falando é só verificar a infinidade de músicas de sucesso abordando este tema. Presenciei dois amigos meus conversando sobre a saudade que sentiam dos tempos de menino, falavam do pai chegando em casa do trabalho, da mãe a esperá-lo sempre com um sorriso no rosto, dos irmãos brincando e brigando com muito amor. Concordo plenamente com eles, porque também sinto muita saudade dos meus tempos de menino, exagero um pouco e chego até a viajar de volta no tempo – a noite quando vou para cama – na máquina de meus pensamentos.

“Pai, eu cresci e não houve outro jeito/ quero só recostar no teu peito/ pra pedir pra você ir lá em casa/ e brincar de vovô com meu filho/ no tapete da sala de estar”. Esta canção do Fábio Júnior “Pai”, me ajuda a viajar no tempo, a gente descobre que cresceu, mas que o menino ainda insiste em ficar vivo dentro de cada um de nós. A criança anseia ficar adulta e quando cresce quer voltar a ser menino, sempre acreditei que o relacionamento do ser humano enquanto pequeno é bem mais saudável e afável do que quando cresce. Até quarta-feira que vem!

COMENTÁRIOS (0)
Não há comentários para esta notícia!
POSTAR UM NOVO COMENTÁRIO
Nome E-mail
Enquete
Sem enquete.
DIREITOS RESERVADOS AO JORNAL O LIBERAL DE CAMPO MOURÃO LTDA